Pular para o conteúdo principal

Aula 2: Criar um projeto em Ruby on Rails

Passo 1: Criar um projeto em Rails

Acessar o diretório um diretório qualquer no terminal e executar o seguinte comando:

Por exemplo:
C:\Projetos>rails new computacaonapratica

Abrir o diretório criado "computacaonapratica" e visualizar todos os arquivos criados.

      create  README.rdoc
      create  Rakefile
      create  config.ru
      create  .gitignore
      create  Gemfile
      create  app
      create  app/assets/javascripts/application.js
      create  app/assets/stylesheets/application.css
      create  app/controllers/application_controller.rb
      create  app/helpers/application_helper.rb
      create  app/views/layouts/application.html.erb
     ...

Passo 2: Acessar o diretório do projeto criado

No terminal entrar no diretório criado e instale o bundle no projeto:

Por exemplo:
C:\Projetos>cd computacaonapratica

C:\Projetos\computacaonapratica>bundle install 
Descrição de cada pasta criada no projeto:

Pasta
Propósito
app/
Contém os controllers, models, views, helpers, mailers e assets.
bin/
Contém o rails script que inicia sua aplicação e pode conter outros scripts configuráveis: update, deploy ou executar sua aplicação.
config/
Configura sua aplicação relacionado as rotas, banco de dados, etc.
config.ru
Usado para iniciar a aplicação.
db/
Contém o esquema da sua base de dados e também as migrations.
Gemfile
Gemfile.lock
Este arquivo permite especificar quais "gems" são dependentes na sua aplicação Rails. Estes arquivos são usados no momento de executar o Bundler gem.
lib/
Módulos de extensão da aplicação, novas bibliotecas prontas para serem incluídadas na aplicação.
log/
Arquivos de log da aplicação.
public/
Diretório onde o seu conteúdo estará disponível na aplicação, como arquivos de imagem.
app/assets
Diretório onde se encontram todos os conteúdos de configuração para o layout da página: javascripts, css, imagens.
app/controllers
Diretório onde se encontram os controladores da aplicação. Para cada página que houver uma ação dinâmica entre o usuário e a aplicação.

É necessário criar um arquivo "users_controller.rb" com os respecitivos métodos que irão executar a ação e redirecionar o usuário para uma outra página ou apenas exibir uma mensagem de sucesso/alerta.
app/models
Diretório onde se encontram os modelos da aplicação. Para cada tabela criada no banco de dados é criado automaticamente uma classe Model.

Por exemplo: "user.rb", neste arquivo irá conter todos as referências de relacionamento com outras tabelas (um-para-um, um-para-muitos), validaação das colunas, se podem ser nulas ou se possuem um valor inicial.
app/views
Diretório onde se encontram as páginas da aplicação. Nestas páginas será possível o usuário interagir com a aplicação, através de formulários. É necessário escrever código html juntamente com métodos rails e javascripts.

Por exemplo: O arquivo user.html.erb
vendor/
Neste diretório ficam aplicações criadas por terceiros, são aplicações prontas que podem ser incluídas na sua aplicação, usando apenas algum método de referência ou algum javascript.

Passo 3: Iniciando servidor web

No terminal entrar no diretório do projeto criado e inicie o servidor com o seguinte comando:

C:\Projetos\computacaonapratica>rails server

Acessar a página: http://localhost:3000
Visualizar a página do Rails!
Para fazer a página inicial, o prompt fazer Ctrl + c para parar o servidor, então confirme a operação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Onde implementar um novo método ou variável?

Como sabemos, o framework  Ruby on Rails é baseado na arquitetura MVC. Desta forma, as principais pastas do projeto abaixo do nível /app são:
assets: onde ficam os CSS, JavaScripts e Imagens da aplicação.models: onde ficam os objetos da aplicação, geralmente representam uma tabela do Banco de Dados ou um Relacionamento entre tabelas. O nome dos arquivos geralmente estão no padrão "<nome_da_tabela>.rb" controllers: onde ficam as classes de controle, que permitem que os objetos (model) acessem a camada de apresentação (view). 
O nome dos arquivos geralmente estão no padrão "<nome_da_tabela>s_controller.rb"Observe que o nome da tabela deve ser no plural.views: onde ficam as páginas html da aplicação.O nome dos arquivos geralmente estão no padrão "<metodo_do_controlador>".html.erb Desta forma, o programador tem que saber onde irá criar novos métodos na aplicação, de forma que eles fiquem visíveis na camada de apresentação (View).


Quando for n…

Ruby on Rails - Por que é tão simples?

Ruby on Rails é uma framework para construção de aplicações WEB, que utiliza a linguagem Ruby. Ruby é uma linguagem interpretada orientada a objetos, que se comporta como se fosse uma linguagem funcional. E o que isto significa, em palavras menos técnicas, significa menos linhas de código, menos configuração, menos dependência com a IDE (aplicação para compilar o código). Por isso ela é tão simples!!

O framework Ruby on Rails tem a vantagem de já definir a arquitetura da aplicação no momento da criação do projeto. Parece mágica, sim, é muito simples e rápido, com apenas um comando para criação do projeto, você já tem toda a arquitetura pronta.

A arquitetura criada pelo framework é baseada no Padrão de Projeto (Design Pattern) MVC, para quem não conhece MVC, se você não sabe do que estou falando vale a pena dar uma lida aqui (mais completo) ou se você já ouviu falar veja este vídeo abaixo:




Brincar para Aprender!

Aprendendo a usar CSS, este joguinho é bem simples e prático. Com ele dá para aprender a usar os comandos CSS-Flex para sua aplicação. Tente colocar os sapinhos em cada posição corretamente. Acesse o site: https://codepip.com/