Pular para o conteúdo principal

Aula 2: Criar um projeto em Ruby on Rails

Passo 1: Criar um projeto em Rails

Acessar o diretório um diretório qualquer no terminal e executar o seguinte comando:

Por exemplo:
C:\Projetos>rails new computacaonapratica

Abrir o diretório criado "computacaonapratica" e visualizar todos os arquivos criados.

      create  README.rdoc
      create  Rakefile
      create  config.ru
      create  .gitignore
      create  Gemfile
      create  app
      create  app/assets/javascripts/application.js
      create  app/assets/stylesheets/application.css
      create  app/controllers/application_controller.rb
      create  app/helpers/application_helper.rb
      create  app/views/layouts/application.html.erb
     ...

Passo 2: Acessar o diretório do projeto criado

No terminal entrar no diretório criado e instale o bundle no projeto:

Por exemplo:
C:\Projetos>cd computacaonapratica

C:\Projetos\computacaonapratica>bundle install 
Descrição de cada pasta criada no projeto:

Pasta
Propósito
app/
Contém os controllers, models, views, helpers, mailers e assets.
bin/
Contém o rails script que inicia sua aplicação e pode conter outros scripts configuráveis: update, deploy ou executar sua aplicação.
config/
Configura sua aplicação relacionado as rotas, banco de dados, etc.
config.ru
Usado para iniciar a aplicação.
db/
Contém o esquema da sua base de dados e também as migrations.
Gemfile
Gemfile.lock
Este arquivo permite especificar quais "gems" são dependentes na sua aplicação Rails. Estes arquivos são usados no momento de executar o Bundler gem.
lib/
Módulos de extensão da aplicação, novas bibliotecas prontas para serem incluídadas na aplicação.
log/
Arquivos de log da aplicação.
public/
Diretório onde o seu conteúdo estará disponível na aplicação, como arquivos de imagem.
app/assets
Diretório onde se encontram todos os conteúdos de configuração para o layout da página: javascripts, css, imagens.
app/controllers
Diretório onde se encontram os controladores da aplicação. Para cada página que houver uma ação dinâmica entre o usuário e a aplicação.

É necessário criar um arquivo "users_controller.rb" com os respecitivos métodos que irão executar a ação e redirecionar o usuário para uma outra página ou apenas exibir uma mensagem de sucesso/alerta.
app/models
Diretório onde se encontram os modelos da aplicação. Para cada tabela criada no banco de dados é criado automaticamente uma classe Model.

Por exemplo: "user.rb", neste arquivo irá conter todos as referências de relacionamento com outras tabelas (um-para-um, um-para-muitos), validaação das colunas, se podem ser nulas ou se possuem um valor inicial.
app/views
Diretório onde se encontram as páginas da aplicação. Nestas páginas será possível o usuário interagir com a aplicação, através de formulários. É necessário escrever código html juntamente com métodos rails e javascripts.

Por exemplo: O arquivo user.html.erb
vendor/
Neste diretório ficam aplicações criadas por terceiros, são aplicações prontas que podem ser incluídas na sua aplicação, usando apenas algum método de referência ou algum javascript.

Passo 3: Iniciando servidor web

No terminal entrar no diretório do projeto criado e inicie o servidor com o seguinte comando:

C:\Projetos\computacaonapratica>rails server

Acessar a página: http://localhost:3000
Visualizar a página do Rails!
Para fazer a página inicial, o prompt fazer Ctrl + c para parar o servidor, então confirme a operação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ruby on Rails - Por que é tão simples?

Ruby on Rails é uma framework para construção de aplicações WEB, que utiliza a linguagem Ruby. Ruby é uma linguagem interpretada orientada a objetos, que se comporta como se fosse uma linguagem funcional. E o que isto significa, em palavras menos técnicas, significa menos linhas de código, menos configuração, menos dependência com a IDE (aplicação para compilar o código). Por isso ela é tão simples!!

O framework Ruby on Rails tem a vantagem de já definir a arquitetura da aplicação no momento da criação do projeto. Parece mágica, sim, é muito simples e rápido, com apenas um comando para criação do projeto, você já tem toda a arquitetura pronta.

A arquitetura criada pelo framework é baseada no Padrão de Projeto (Design Pattern) MVC, para quem não conhece MVC, se você não sabe do que estou falando vale a pena dar uma lida aqui (mais completo) ou se você já ouviu falar veja este vídeo abaixo:




Brincar para Aprender!

Aprendendo a usar CSS, este joguinho é bem simples e prático. Com ele dá para aprender a usar os comandos CSS-Flex para sua aplicação. Tente colocar os sapinhos em cada posição corretamente. Acesse o site: https://codepip.com/

Ruby on Rails - Mudanças entre o Rails 4 e o Rails 5

Para você que é iniciante no framework Ruby on Rails, pode ficar confuso ao ver que em diferentes tutoriais, dependendo da versão do Rails instalada, que os comandos para a criação da aplicação não serão os mesmos.

Isso porque o Rails 5 tem novos comandos que fazem a mesma coisa feita no Rails 4.

Alguns exemplos:


Após a criação de uma "migrate" é necessário gravar ela no banco de dados, então será necessário executar o comando abaixo:
Rails 4
$ rake db:migrateRails 5
$ rails db:migrate
Para atualizar as rotas da aplicação, depois que é feita alguma modificação no arquivo routes.rb, então será necessário executar o comando abaixo:
Rails 4
$ rake routesRails 5
$ rails routes
Para que não haja muita confusão para os novos programadores Rails, há uma convensão de que no Rails 5 é possível utilizar os comandos iniciando Rake ou com Rails, vai funcionar corretamente.

Se você já programa para Rails 4, os comandos que já aprendeu irão funcionar no Rails 5. Mas, se você é novo na área,…